Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco

Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco

 
Você está aqui: Assuntos Populares >> Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco

Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco – O que são células-tronco?
Tem havido muita controvérsia na imprensa recentemente sobre os prós e os contras das pesquisas com células-tronco. Qual o motivo dessa controvérsia? "Células-tronco" podem ser comparadas com células "diferenciadas". Elas oferecem muita esperança para o avanço médico por causa de sua capacidade de crescer em quase qualquer tipo de célula. Por exemplo, células nervosas no cérebro e medula espinhal que foram danificadas podem ser substituídas por células-tronco. No tratamento do câncer, as células destruídas pela radiação ou quimioterapia podem ser substituídas por novas células saudáveis que se adaptam à área afetada, seja parte do cérebro, coração, fígado, pulmões ou em qualquer lugar. As células mortas de quase qualquer tipo, não importa o tipo de lesão ou doença, podem ser substituídas por novas células saudáveis graças à flexibilidade incrível de células-tronco. Como resultado, bilhões de dólares estão sendo investidos neste novo campo.

Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco – De onde essas células surgiram?
Para entender os prós e contras da pesquisa com células-tronco, é preciso primeiro entender a sua origem. Há três fontes principais para a obtenção de células-tronco - células adultas, as células do cordão umbilical e células embrionárias. As células-tronco adultas podem ser extraídas da medula óssea ou do sistema periférico. A medula óssea é uma fonte rica de células-tronco. No entanto, uma destruição dolorosa da medula óssea ocorre como resultado desse procedimento. Células-tronco periféricas podem ser extraídas sem danos aos ossos, mas o processo leva mais tempo. E com questões de saúde, o tempo a esperar muitas vezes é um grande fator. Embora difícil de extrair, já que são retiradas do corpo do próprio paciente, células-tronco adultas são superiores às células-tronco do cordão umbilical e embrionárias. Elas são abundantes. Há sempre uma combinação exata de DNA para que o sistema imunológico do corpo nunca as rejeite. E como seria de se esperar, os resultados têm sido profundos e promissores.

As células-tronco retiradas do cordão umbilical são uma segunda fonte muito rica de células-tronco. Células do cordão umbilical também podem oferecer uma combinação exata quando uma família planejou com antecedência. Células do cordão são extraídas durante a gravidez e armazenadas em bancos de células criogênicas como um tipo de apólice de saúde para uso futuro a favor do recém-nascido. Células do cordão também pode ser usadas pela mãe, pai ou outras pessoas. Quanto mais distante o parentesco do recém nascido, o mais provável que as células serão rejeitadas por anticorpos do sistema imunológico. No entanto, há uma série de tipos de células comuns, assim como existem tipos de sangue em comum, por isso achar uma combinação exata é sempre possível, especialmente quando existem numerosos doadores. O processo de doação e de armazenamento é similar aos dos bancos de sangue. Doação de células de cordão umbilical é altamente incentivada. Em comparação com células adultas e células embrionárias, o cordão umbilical é de longe a fonte mais rica de células-tronco e as células podem ser armazenadas com antecedência para que estejam disponíveis quando necessárias. Além disso, mesmo onde não há uma combinação exata de DNA entre doador e receptor, os cientistas desenvolveram métodos para aumentar a possibilidade de transferência e reduzir o risco.

Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco – Células embrionárias
Os prós e contras da pesquisa com células-tronco vêm à tona quando examinamos a terceira fonte de células-tronco - as células embrionárias. Células-tronco embrionárias são extraídas diretamente de um embrião, antes das células do embrião começarem a se diferenciar. Nesta fase, o embrião é chamado de "blastocisto". Existem cerca de 100 células em um blastocisto, das quais um percentual muito grande são células-tronco que podem ser mantidas vivas indefinidamente, e cultivadas em culturas onde as células-tronco continuam a duplicar em número a cada 2-3 dias. Um conjunto de replicação de células-tronco de um único blastocisto é chamado de "linha de células-tronco", pois todo o material genético vem do mesmo óvulo fertilizado humano que a iniciou. O Presidente Bush autorizou o financiamento federal para pesquisas usando as 15 linhas de células disponíveis em agosto de 2001. Outras linhas de células-tronco também estão disponíveis para pesquisa, mas sem a assistência cobiçada do financiamento federal.

Então, por que existe tanta controvérsia? Aqueles que valorizam a vida humana desde o momento da concepção opõem-se à pesquisa com células-tronco embrionárias porque a extração de células-tronco deste tipo de embrião exige a sua destruição. Em outras palavras, é necessário que uma vida humana seja morta. Alguns acreditam que isto seja o mesmo que assassinato. Contra isso, os defensores de pesquisa embrionária argumentam que o blastocisto minúsculo não tem qualquer característica humana. Além disso, novas linhas de células-tronco já existem devido à prática comum de fertilização in vitro. Os defensores desse tipo de pesquisa afirmam que muitas células humanas fertilizadas já foram armazenadas, mas não estão sendo disponibilizadas para pesquisas. Os defensores da pesquisa células-tronco embrionárias também reivindicam que novas vidas humanas não seriam criadas apenas para a finalidade de experimentação.

Outros argumentam contra essa pesquisa por motivos médicos. Ratos tratados de Parkinson com células-tronco embrionárias morreram de tumores cerebrais em até 20% do casos.1 Células-tronco embrionárias armazenadas por muito tempo têm mostrado a criação do tipo de anomalias cromossômicas que geram células cancerosas.2 Ao fazer uma avaliação de um ponto de vista mais pragmático, fundos dedicados à investigação com células-tronco embrionárias são fundos que estão sendo retirados dos outros dois tipos de pesquisa mais promissores e com menos controvérsias.

Aprenda mais agora!

Notas de Rodapé
1 The Real Promise of Stem Cell Research, escrito por Dr. David Prentice, HealthNewsDigest.com
2 Derivation of Human Stem-Cell Lines from Human Blastocysts, escrito por C. A. Cowan e outros. 25 de março de 2004, Jornal de Medicina da Nova Inglaterra, p.1355 com referência secundária às notas de rodapé 13-17, p.1356.


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Assuntos populares

História da Ilha de Páscoa
Aborto Eletivo
Ética da Clonagem
Marilyn Manson
Nova Ordem Mundial
Aborto por Nascimento Parcial
Origem da Palavra
Origem de Halloween
Separação Igreja-Estado nos EUA
Conteúdo adicional ...

Deus existe cientificamente?
Deus existe filosoficamente?
A Bíblia é a verdade?
Quem é Deus?
Jesus é Deus?
Por que a fé cristã?
Como posso crescer com Deus?
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco to My Google!
Add Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco to My Yahoo!
XML Feed: Prós e Contras da Pesquisa com Célula-Tronco
Assuntos Populares Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2014 AllAboutPopularIssues.org, Todos os direitos reservados.